29.6.11

Separação de Bens

Eu juro que não é alcoolismo que me faz estar aqui,
bebendo do seu melhor whiskey enquanto arrumo as minhas malas as 18horas de uma terça a noite,
eu sei eu sei, não deveria estar por aqui,
nem tampouco deveria ter arrombado a porta,
mas você praticamente exigiu isso quando trocou a maldita fechadura.
Essa é a hora que você sai do trabalho e vai pra faculdade,
pelo menos é o que você costumava dizer... Mas não importa mais,
estou aqui apenas para resgatar algumas lembranças:
algumas fotos, o cd do Radiohead que você me deu no nosso primeiro aniversário de namoro, uma carta que você escreveu jurando amor eterno....
Ahaha que piada, hein? Enganamos milhares de pessoas dizendo "sim" no dia do casamento,
e o melhor, enganamos a nós mesmos,
mas como eu disse, nem importa mais porque já estou de saida,
como parte da separação de bens deixo-lhe todo o meu pesar e minha dor,
fora a confusão de não saber onde tudo deu errado...

Ah, deixo também uma garrafa de JD quebrada no chão do banheiro, algumas fotos rasgadas e um urso de pelúcia despedaçado em cima da sua cama.

18.6.11

Carta à Leitora

Carissima,

ao contrário do que fora dito por ti dois dias atrás, eu não estou aqui escrevendo coisas apaixonadas, nem tampouco estou proferindo palavras de esperança, pois tudo permanece estagnado e eu permaneço desenvolvendo técnicas e esquemas para alcancá-la.

Aliás, isso me leva a uma questão de cunho existencial: Quando as coisas passaram a ser tão complicadas em ambito de relacionamentos? Quando foi que passou a ser quase que mais necessário o jogo pré-relacionamento em si do que o próprio relacionamento?

Enfim, por mais que a incerteza canse e coloque-me para baixo, sinto que nada mais poderá ser feito nesse primeiro momento, então eu apenas aguardo a próxima fase do jogo, dedicando meu tempo ao silêncio.

16.6.11

O que ecoou em minha mente

Dentre todos os planos mirabolantes, demandas para ontem e invencionices desnecessárias, algumas palavras insistem em me rodear nos momentos em que menos preciso, só para me deixar encafifado e perguntar coisas que com certeza não saberei responder, "Serei eu o reflexo do meu pai?" ou mesmo aquela velha máxima que insiste em te fazer creer que "a grama do vizinho é sempre mais verde". Hoje eu faço de outras palavras minhas por que, de alguma maneira estranha, elas refletem um bocado do que penso agora.

Os melhores lugares para ser uma mãe (Best places to be a mom / Taking Back Sunday)

Pensei muito sobre a manhã seguinte
Há algumas coisas que eu preciso tirar do meu peito
Rejeitar os preconceitos que nós certamente temos
Que a grama é sempre mais verde
Ou a tentação tem um gosto muito mais doce
Eu não quero falar
Eu não quero falar
Descasque essa sua pele, me convide para entrar

Eu sou como o resto deles?
(O resto deles)
A soma do meu pai
E todos os seus pecados
Eu não precisei de uma resposta quando
Você disse tudo, dizendo nada
Você disse tudo, dizendo nada

Eu vejo isso tão claro
Através da fumaça e os espelhos do passado
Passado a brutalidade brilhantes de pessoas que nós fomos
Mas você não precisa de uma explicação
Oh, eu não tinha expectativas
Eu não quero falar
Não, eu não quero falar
Descasque essa sua pele, me convide para entrar

Eu sou assim como o resto deles?
(O resto deles)
A soma do meu pai
E todos os seus pecados
Eu não precisei de uma resposta quando
Você disse tudo, dizendo nada
Você disse tudo

A espera para isto em suspenso
A esperança, ao pé da minha cama
Eu não quero falar, não quero falar
Eu não quero falar, não quero falar
Só quero te experimentar

Eu sou assim como o resto deles?
(O resto deles)
A soma do meu pai
E todos os seus pecados
Eu não precisei de uma resposta quando
Você disse tudo, dizendo nada
Você disse tudo

14.6.11

Num cinema qualquer...

Era um casal qualquer,
no meio de um cinema qualquer de uma cidade ordinária,
rodeado por pessoas ordinárias...
Ao olhá-los você simplesmente não dava nada para os dois,
pessoas comuns com rostos comuns,
nada tão marcante que você os reconhecesse se passasse por eles na rua,
você até notaria as roupas simples, o lábio semi ressecado pelo frio,
o rigor com que se esforçavam em misturar-se com os outros,
esses sim, especiais.
Mas em meio a tantas pessoas eles se ressaltavam em apenas um fato,
você podia ver o brilho no olhar um do outro quando se olhavam,
a forma que ficavam juntos,
o sorriso que não se apagava de suas bocas,
e assim deixaram de ser um casal qualquer, ordinário e comum
e passaram a ser um motivo a mais pra crer que a vida poderia ter sentido, afinal.

13.6.11

DEMO: Amado amigo / Onde você começa e eu termino

Você me diz palavras sem ao menos entendê-las,
eu finjo que te escuto enquanto não presto atenção,
você conta mentiras e insiste em vendê-las
eu imagino coisas e mudo minha opinião,
eu sou um literato, libertino e arrogante,
que faz um personagem para ter o que mais quer...
você é nascisista, se faz de vítima e tolerante,
no fundo é hipócrita e manipula quem quiser.

Eu sou só o meu dinheiro pra você e tudo bem,
você é indecente pra usar quando convém...
Você é uma droga que eu mesmo viciei.
Eu sou a sua resposta para o que? Nem mesmo sei...

Somos auto destrutivos,
rumo a um fim não tão belo,
A um futuro incerto...
A um inferno em terra.

12.6.11

4. Ao avesso

Funciona assim:
nos meus sonhos traço milhares de diálogos,
rapaz x garota,
com direito a réplica, tréplica e todo o resto...
A garota nunca encontra uma resposta e tudo acaba bem,
porém é só um sonho...
A realidade é que a conversa nunca se desenvolve tanto assim,
nunca chega a esse ponto do embate direto,
e o que no sonho sempre tem um motivo plausível que rapaz facilmente desarma, deixando a garota sem o que falar,
na vida real se torna mero exercício e o 'porque sim' que tanto nos foi martelado na infância que era errôneo se torna resposta novamente,
a qual temos que nos contentar em receber.
E por mais que eu espere o melhor todos os dias,
que esse sonho recorrente seja tão plausível que eu quase posso alcançar,
chega um novo dia e eu volto a acreditar,
tento novamente e espero que um dia isso mude...
(E nunca vai mudar... A quem eu quero enganar?)
Porque no fundo de todos os sonhos uma música costuma tocar
um rapaz grita como se estivesse prestes a morrer:
"Será que ele ficou com a garota?"

E é nesse exato momento que eu acordo sem ar...

9.6.11

2. Tripas

Veja enquanto eu caio aos pedaços,
nunca fico escasso de palavras como agora!
Veja só o quanto me embaraço,
eu nunca me envergonho, mas agora nem importa.

O sorriso sai do meu rosto,
não sei disfarçar o meu desgosto por isso.
Veja enquanto eu fujo dos riscos,
me despus a tudo, porém nada tão ríspido.

Lá se vão todos os pedaços,
tripas, orgãos, mãos e braços,
sangue e suor, lágrimas e o baço,
faço o que posso para me recompor em traços.

Veja enquanto eu perco o passo,
veja enquanto eu perco as horas,
veja o nada que eu me faço,
veja o meu tudo que vai embora...

7.6.11

3. Se você se sente estranho (Manual)

Esqueça dos problemas,
eles não valem a pena para se importar...
Deixe para lá enquanto puder deixar passar.
Não se esqueça dos exercícios,
faça disso um compromisso marcado consigo
no máximo 3 vezes por semana devem bastar.
Controle sua boca,
coma pouco e com qualidade,
com o passar da idade você deve controlar.

Bebidas em geral devem ser controladas...
Drogas devem ser evitadas,
sem prescrição, sem utilização (como meu pai já dizia...)
Leia periódicos para se conscientizar,
evite televisão, ela pode alienar...

Durma no horário,
descanse o suficiente pra cuidar da capacidade cognitiva...
Viva plenamente e crie um mantra...
E pode descansar,
ao contrário do que te diziam, bicho papão não vem te pegar.

2.6.11

1. O Maior amor do mundo

Histórias tão tolas,
são duas pessoas que não eram pra ser.
Mas uma das partes,
fez um grande alarde dizendo saber,
que eram sinais,
mensagens iguais as que vemos na TV.
E seria pra sempre,
algo que se sente e nunca irá se perder.

Assim começou o maior amor que haveria nessa vida.
Só faltou avisar que ao amor chegar já tinha data de partida.

História tão tola,
avisa a pessoa que exagerou:
"Não sei o que você viu que não ocorreu!
Existe um outro alguém,
nunca escondi nem você perguntou.
Desculpa falar,
mas chance não há entre você e eu"

E assim começou o maior terror que haveria em sua vida
Quem mandou amar sem nnem perguntar se era mesmo amor?