18.6.11

Carta à Leitora

Carissima,

ao contrário do que fora dito por ti dois dias atrás, eu não estou aqui escrevendo coisas apaixonadas, nem tampouco estou proferindo palavras de esperança, pois tudo permanece estagnado e eu permaneço desenvolvendo técnicas e esquemas para alcancá-la.

Aliás, isso me leva a uma questão de cunho existencial: Quando as coisas passaram a ser tão complicadas em ambito de relacionamentos? Quando foi que passou a ser quase que mais necessário o jogo pré-relacionamento em si do que o próprio relacionamento?

Enfim, por mais que a incerteza canse e coloque-me para baixo, sinto que nada mais poderá ser feito nesse primeiro momento, então eu apenas aguardo a próxima fase do jogo, dedicando meu tempo ao silêncio.

Um comentário:

Mariana Rugani disse...

Um jogo só é jogo quando temos um adversário com o mesmo objetivo. Estou na torcida. Se precisar conte comigo!