13.5.11

Todo esse amor (Inexplicável)

Vá... E não volta mais,
não me importa, vá...
Eu não preciso de você aqui.
Trazendo os meus pesadelos,
numa bagagem só de ida,
a minha vida não é você quem faz.
Odeio que me digam o que fazer,
não sei se alguém te disse,
não sou seu, não sou você...

Não clamarei teu nome,
como uma força absoluta,
dessa luta agora quero paz.
Por isso, caia em si
que eu não preciso mais de você aqui
trazendo dores de cabeça... Por favor me esqueça.

Agora, caia em si
que hoje eu aprendi a fingir
e eu disfarço muito bem.
Me diga, por favor,
que vai levar embora todo esse amor
para bem longe e para sempre.
É inexplicável que eu te ame e me odeie...

Nenhum comentário: