9.5.11

COMO UM MALDITO CACHORRO CORRENDO ATRÁS DO PRÓPRIO RABO...

"Eu passo horas tramando,
arquiteto planos para te alcançar.
Mesmo quando consigo,
nunca é o bastante para te agradar.

Faço o que eu posso,
aparentemente tudo o que eu posso nunca é o bastante.
O que eu tanto quero
que o quero possa ser melhor que antes..."

Mas o que eu quero afinal?
E o que eu consigo passando horas me desdobrando pra conseguir um breve olhar,
o que mais devo fazer?
Para onde devo ir?
Indecisões da vida movimentam a vida...

Nenhum comentário: