24.5.08

quinto verso

(...)Mas o primo estava com os olhos fixos em Marusja, numa atitude e com uma fisionomia que seria impossível qualificar de militares, e que, bem ao contrário, pareciam tão tristonhas e descontroladas que era inelutável tachá-las de perfeitamente paisanas.

Para Calra que me desafiou... Montanha Mágica, de Thomas Mann...

Nenhum comentário: