25.5.08

Como vai você?

certas coisas poderiam nem ter sido ditas,
apenas trancafiadas numa gaveta sem fundo para a posteridade encobrir e nunca mais vir a tona,
não gravo mais o que eu falo,
mal registro o que penso mais,
estagnei no tempo como ele é,
comodidade do presente em seu tempo nada-perfeito,
conto as horas para que tudo volte a ser igual,
de alarme em alarme do celular,
de emprego à emprego,
de domingo à domingo,
de noites mal dormidas à insatisfações,
mas é mais seguro responder a pergunta com um breve e inofensivo:

"Tudo ótimo"

Nenhum comentário: