25.11.07

Arrumações parte um - Dádiva do Minuto

O que sao pés, o que são pernas?
o que são braços, os seus abraços
não me incomodam, mas me sufocam,
tiram meu ar, me deixa escapar
dessa inevitável bonança, tira a esperança
do teu rosto e disfarça a discrepância.
Não sou mais teu, nem sei se eu fui algum dia,
minha vida é só minha, assim como seus sonhos,
dispostos a transformar minha vida,
isso é BOM ou RUIM?
Ó ventura indesejada, fruto da ruptura,
do que antes me era sagrado.
Ó benção, porque parei de acreditar em ti,
será que foi tudo em vão? Ou não?
Ó crença maldita, porque por você eu caio?
Será que nada me estará predestinado?
Ó INFINITA MELANCOLIA, porque tomas o meu corpo?
Não sou teu servo, tento soltar as amarras e correntes,
seria mais coerente se o futuro não dependesse do passado.
Porque nada acontece comigo?

_
Estou limpando meu armário, algum possível texto legal pode ser colocado aqui... Esse nem é nada demais, porém eu gostei.

Um comentário:

Carla Arend disse...

esse texto
é daqueles de espremer o coração.